Exemplos de parques e áreas arqueológicas

Vejamos, a título de exemplo, um breve panorama dos Parques e áreas arqueológicas entre os mais visitados do mundo e da Itália

 Grande Muralha (China)

Grande Muralha da China, imponente obra cuja construção teve início no século III aC Com mais de 8000 quilômetros de extensão, além de patrimônio da UNESCO (1987), é também considerada uma das sete maravilhas do mundo moderno. Atrai cerca de 10 milhões de visitantes todos os anos 

Pirâmides de Gizé (Egito)

As pirâmides mais famosas e imortalizadas do Egito são as de Gizé, a cerca de 20 km do Cairo. 4 milhões de turistas por ano vêm aqui para dar uma olhada nessas maravilhas arqueológicas, que também incluem a única das sete maravilhas do mundo até nós: a Pirâmide de Quéops, construída bem mais de 2.500 anos antes de Cristo. Não muito longe dali, guardando os monumentos funerários, a Grande Esfinge é a maior estátua monolítica da história da humanidade. Seu rosto e sua função permanecem um mistério hoje, assim como muitas das características a partir dos métodos de construção 

 acrópolis de Atenas

Il Partenon é apenas um dos numerosos templos que podem ser admirados na Acrópole, a fortaleza de Atenas que recebe cerca de 2 milhões de visitantes todos os anos. Todos os edifícios datam do século V. para. C., mesmo que o Partenon tenha preservado os traços da igreja cristã construída dentro do templo pagão. O visitante atento verá os buracos na fachada da estrutura onde outrora foram fixadas as letras de uma inscrição em homenagem ao imperador Nero.

Da rede:

 
 

  Éfeso (Turquia)

Província romana e um dos centros mais importantes do Mediterrâneo no que diz respeito ao comércio, cultura e religião: Éfeso, na Turquia, mas na antiguidade a Anatólia, ainda hoje preserva um imponente sítio arqueológico onde se pode admirar o teatro, os banhos públicos, a bela fachada da Biblioteca Celsus. 2 milhões de turistas por ano vêm aqui, no lugar onde uma das sete maravilhas do mundo esteve: o Templo de Artemis, infelizmente destruído (apenas uma coluna permanece).

 Da rede:

 
 
 Chichen Itza (México)

Chichen Itza é um imponente e fundamental complexo arqueológico maia, que data do período entre os séculos VI e XI. Uma das atrações mais bem preservadas é a Pirâmide de Kukulkan. A cada ano, recebe cerca de 1,4 milhão de visitantes.

Da rede:

 
 Stonehenge (Inglaterra)

Conhecido em todo o mundo não apenas por sua beleza estética, mas também pelos muitos mistérios que ainda não foram resolvidos, Stonehenge, no sul da Inglaterra, atrai 1,1 milhão de visitantes todos os anos. Não apenas turistas e grupos escolares, mas também os seguidores da religião druídica que celebram seus rituais aqui.

Machu Picchu (Peru)

É o sítio arqueológico mais conhecido do Peru e provavelmente de toda a América do Sul: Machu Picchu, um famoso sítio inca que data de 1438. Está localizado no vale de Urubamba a mais de 2000 metros acima do nível do mar. Além da grandiosa Machu-Picchu, o parque arqueológico inclui 34 outros locais ligados entre si pelo Caminho Real. A última parte do percurso está aberta ao trekking.

Da rede:

 
 Roma antiga

Coliseu

A Roma Antiga, entre o Coliseu e o Fórum, atrai cerca de 6 milhões de visitantes todos os anos.

 
 Pompéia

Pompéia, destruída pela erupção do Vesúvio em 79 dC e hoje um dos sítios arqueológicos mais visitados do mundo, com 2,5 milhões de visitas por ano. Ultimamente tem estado no centro das notícias por alguns episódios de colapsos que não homenageiam a Itália, visto que tal site não existe em nenhum outro lugar do mundo.

Da rede:

 
 

[wp_ad_camp_1]

© Helios Study Center

Sicília Arqueológica

Compartilhe compartilhe
Partilhar

Deixe um comentário

Partilhar