Árvores monumentais

A classificação de Árvore Monumental pode ocorrer se pelo menos um dos seguintes requisitos for atendido:

  • idade: a longevidade da planta é um elemento significativo
  • dimensões: Tamanho muito grande para a espécie ou maior do que os outros indivíduos da mesma espécie presentes na área examinada
  • Forma ou rolamento particular: Forma ou rolamento incomum para a espécie
  • Valor ecológico: é o caso, por exemplo, de árvores que se tornam refúgio para uma pequena fauna ou lar de um grande número de organismos, incluindo fungos e insetos);
  • Arquitetura da planta; 
  • Raridade botânica; uma planta rara certamente adquire um grande valor biológico;
  • Valor, histórico, cultural, religioso: são árvores altas que guardam uma referência precisa a acontecimentos ou memórias relevantes do ponto de vista histórico, cultural, documental ou das tradições locais; é também o caso de árvores altas inseridas em conjuntos arquitetônicos particulares de importância histórica e cultural, como vilas, mosteiros, igrejas, jardins botânicos e residências históricas particulares.
  • Valor da paisagem: por exemplo, fileiras e árvores com valor paisagístico particular, incluindo aquelas inseridas em centros urbanos;

Também podemos usar a seguinte classificação:

  • Árvores monumentais não incluídas na lista nacional (proteção pobre)
  • Árvores monumentais incluídas na lista nacional (Árvores protegidas Art. 7 Lei 10/2013) (proteção de primeiro nível)
  • Árvores monumentais de notável interesse público (Restrição paisagística nos termos do Art. 136 do Decreto Legislativo 42/2004) (proteção de segundo nível)

Para entender a classificação dada, vejamos como a legislação em vigor identifica o setor.

La lei de 14 de janeiro de 2013, n. 10, além de ditar regras para o desenvolvimento dos espaços verdes urbanos, é a lei que, juntamente com a implementação do decreto 23 de outubro de 2014, define e protege as árvores documentais, garantindo-lhes proteção específica da paisagem. Lançada com o objetivo de fornecer critérios de singularidade úteis à proteção e salvaguarda das árvores monumentais, a lei, além de fornecer uma definição da árvore monumental, que cada Região é obrigada a implementar no nível legislativo, estabelece, entre outras coisas, 'claro:

  • cada município realiza o recenseamento das árvores monumentais abrangidas pelo território da sua competência, transmitindo os resultados às regiões;
  • as Regiões, após adequada apuração das propostas municipais, elaboram uma lista regional a ser encaminhada ao Corpo Florestal do Estado (Veja a nota *) para criar uma lista nacional de árvores monumentais.

Nota (*): A partir de 1 de janeiro de 2017, com a extinção do Corpo Florestal do Estado, a coordenação, recolha, gestão da informação e emissão de pareceres exigidos por lei foram transferidos para o Ministério da Política Agrícola, Alimentar e Florestal.

De forma a garantir a máxima protecção dos espécimes monumentais, a lei proíbe a sua demolição, bem como a alteração dos respectivos equipamentos, reservando-se a possibilidade de efectuar intervenções deste tipo apenas em casos justificados e urgentes, mediante autorização municipal e parecer prévio obrigatório. e vinculação do Corpo Florestal do Estado. Por danos e homicídios não autorizados, a lei, salvo se os factos constituírem crime, prevê sanções administrativas entre 5.000 e 100.000 euros.

Il decreto interministerial de 23 de outubro de 2014, implementando as disposições regulamentares, definiu os critérios de monumentalidade com base nos quais se realiza o recenseamento e abordou detalhadamente os aspectos técnicos e operacionais de toda a atividade censitária, bem como os relativos à elaboração de listas a nível regional e nacional,

A Lei de 14 de janeiro de 2013 n. 10 (Artigo 7, parágrafo 1) retirado do Decreto Interministerial de 23 de outubro de 2014 (Artigo 7, parágrafo 1) identifica o “árvores monumentais".

Árvores de documentos 

  1. árvore alta isolada ou parte de formações de madeira naturais ou artificiais onde quer que esteja localizada ou a árvore secular típica, que pode ser considerada como raros exemplos de majestade e longevidade, para idade ou tamanho, ou de valor naturalístico particular, para raridade botânica e peculiaridades da espécie, ou que tenham uma referência precisa a eventos ou memórias relevantes do ponto de vista histórico, cultural, documental ou das tradições locais;
  2. as fileiras e árvores de particular valor paisagístico, monumental, histórico e cultural, inclusive aquelas inseridas em centros urbanos;
  3. árvores altas inseridas em conjuntos arquitetônicos particulares de importância histórica e cultural, como vilas, mosteiros, igrejas, jardins botânicos e residências históricas particulares.

O artigo 7, parágrafo 2, do decreto interministerial de 2014 também fornece outros elementos para a identificação de árvores monumentais:

Identificação de árvores monumentais

Para efeitos de identificação de árvores monumentais únicas ou formações vegetais monumentais referidas no n.º 1, alínea b), espécimes pertencentes a ambas as espécies nativas - espécies naturalmente presentes numa área geográfica específica na qual se originaram ou atingiram sem a intervenção direta, intencional ou acidental, do homem - que são estranhas - espécies não pertencentes à flora originária de uma determinada área geográfica, mas que aí chegaram por intervenção, intencional ou acidental, do homem.

Lista Nacional de Árvores Monumentais

Com o Decreto Ministerial N.5450 de 19/12/2017, é publicada a primeira lista de árvores monumentais em Itália, elaborada nos termos do artigo 7.º da lei de 14 de janeiro de 2013, n.º 10 e do respetivo decreto de implementação de 23 de outubro de 2014 .

A lista também contém as indicações de quais árvores monumentais são propostas para declaração de notável interesse público nos termos do art. 138 e seguintes do Decreto Legislativo de 22 de janeiro de 2004, n. 42 e posteriores alterações e acréscimos, as Regiões também enviam Comunicação e documentação relacionada ao Ministério do Patrimônio Cultural e Atividades e Turismo, a fim de atualizar a base de dados SITAP (Sistema de Informação Territorial Ambiental e Paisagístico).

As árvores ou sistemas homogêneos de árvores registrados na Lista de árvores monumentais da Itália são indicados em tabelas especiais de acordo com o esquema do anexo no. 6º do decreto interministerial de 23 de outubro de 2014, acrescentando a seguinte redação “Árvore monumental protegida ao abrigo do artigo 7º da lei de 14 de janeiro de 2013, n. 10 "ou" Sistema homogêneo de árvores monumentais protegidas pelo art. 7 da lei de 14 de janeiro de 2013, n. 10 ". O número total de entradas na primeira lista consiste em n. 2.407 árvores ou sistemas homogêneos de árvores.

Com decreto executivo prot. n. 661 de 09/08/2018, publicado no Jornal Oficial n. 231, de 04/10/2018, foi aprovado em primeira atualização da lista nacional, elaborada com base nas listas recebidas de algumas Regiões, incluindo um total de n. 332 novos registros.

Com decreto executivo prot. n. 757 de 19/04/2019, publicado no Jornal Oficial n. 110, de 13/05/2019, foi aprovado em segunda atualização da lista nacional, também elaborada com base nas listas recebidas de algumas Regiões, incluindo um total de n. 509 novos registros.

Com decreto executivo prot. n. 9022657, de 24/07/2020, publicado na GU n. 195, de 05/08/2020, foi aprovado em terceira atualização da lista nacional, sempre elaborada com base nas listas recebidas de algumas Regiões, incluindo um total de n. 379 novos registros.

Os decretos de integração e variação também aprovam variações por perda de corpos de prova por morte natural ou redução ou perda de requisitos por alta deterioração estrutural e fisiológica, bem como correções em alguns dados.

O número total de árvores ou sistemas homogêneos de árvores registrados na Lista, complementada pelas novas inscrições e deduzida as variações encontradas ligadas à perda, de espécimes por morte natural ou redução ou perda dos requisitos devido à alta deterioração estrutural e fisiológica eleva-se a n. 3.561. (Fonte: Ministério da Política Agrícola, Alimentar e Florestal)

Lista de Árvores Monumentais da Sicília

Legislação nacional

DECRETO DM N. 9022657 de 24/07/2020 (Terceira atualização) 

ANEXO A (adições)

ANEXO B (eliminações) 

ANEXO C (Ajustes)

 

Documentação

 

Lista de Árvores Monumentais Sicília

Lista de Árvores Monumentais Sicília

Patrimônio da UNESCO

Comentários Facebook

Deixe um comentário

Partilhe